Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

Inclusão digital, racismo e impunidade na internet

Inclusão digital significa que todos devem ter acesso à internet, o que é uma forma justa de promover a igualdade; mas o que acontece quando pessoas despreparadas, racistas, criminosas adquirem o direito de acessar a internet e publicar o que bem entenderem, sem que haja uma norma ou punição? Basta acessar qualquer link de notícias, desde os assuntos mais simples aos mais mais polêmicos, para se deparar com uma enxurrada de insultos, palavrões, xingamentos, demonstrações de racismo e total desrespeito, sejam direcionados a quem postou, a quem comentou ou ao que se relaciona a postagem. 
De acordo com o marco civil da internet sancionado pela nossa presidente Dilma Roussef: 
O Marco Civil estabelece como regra que um conteúdo só pode ser retirado do ar após uma ordem judicial, e que o provedor não pode ser responsabilizado por conteúdo ofensivo postado em seu serviço pelos usuários. Com isso, o projeto pretende evitar a censura na internet: para se provar que um conteúdo é ofensivo, …

Historinhas do baú - timidez na escola

1 - Quando eu tinha oito ou nove anos, estudava em uma escola pública em Ipatinga. Sempre fui tímida, nunca falava durante as aulas e era mais tímida ainda  dependendo da hierarquia. Até o quinto ano eu não tive amigos na escola, sempre fui péssima em me socializar. Lembro-me que a aula havia acabado mais cedo e estávamos eu e mais alguns alunos, aguardando nossos pais do lado de fora da escola. Uma menina espevitada começou a brincar de levantar as saias das meninas, inclusive a minha. Naquela época, todas as escolas tinham o mesmo uniforme, camisa branda e saias azuis marinho. Eu não sei por que diabos as crianças gostam de brincadeiras tão idiotas, mas já que ela estava levantando a saia de todo mundo, eu resolvi levantar a dela também. Neste dia eu percebi como as pessoas gostam de vitimar, mas não toleram ser vitimas de brincadeiras de mal gosto. Quando levantei a saia da menina, ela me fulminou com os olhos, parecia que eu tinha cometido um crime. De repente, ela pegou quinhenta…

Amor não é para os fracos

O amor pode nascer em terras distantes,
Ou ao lado do seu quintal,
Trazer prazeres abundantes,
Ou fazer-lhe muito mal.

O amor é feito por dois,
Se apenas um quer, não vive amor.
Se um lado é agora e o outro, depois
Não há nada além de dor.

Amar não para fracos
Fracos não podem amar,
Pois aceitam apenas cacos
E jogam o ouro ao mar.

Amor verdadeiro não espera
Nem duvida de seu dever.
Quem ama mesmo, se esmera,
Quem ama, paga pra ver.

Se alguém o ama e nada faz
Se não corre  e não luta,
Esse amor não é capaz
De se transformar em fruta.

Amor verdadeiro não é fraco,
Não espera, não se resigna.
Amor  não vem em nacos,
É tudo ou vai para a faxina.

Um dia de fúria de uma mulher

Não era um dia especial, era apenas uma terça-feira como outra qualquer e ela tinha que acordar às 5:30 para chegar até a faculdade, mas antes de chegar até a faculdade, era preciso ainda acordar as crianças, fazer o café, arrumar o quarto e o material do qual precisaria. O celular despertou pela terceira vez, mas os seus olhos eram insistentes e queriam permanecer fechados, o seu corpo não a obedecia, ela queria apenas dormir, dormir para sempre. Mas precisava se levantar. Procurou a roupa menos amassada, esquentou o leite, por que seria mais rápido, gritou com as crianças algumas vezes, não comeu e saiu correndo para pegar o ônibus. Estava atrasada. Olhou para o celular enquanto andava apressadamente, quando levantou os olhos, o ônibus estava quase chegando ao ponto, e ela ainda estava distante. Correu como uma doida desvairada, toda desengonçada, e percebeu que as pessoas a olhavam, por que não iam todos pro inferno, pensou. Correu tanto que conseguiu chegar ate o ponto, o ônibus a…

Qual o sentido da vida?

De acordo com o que nos ensinam, os animais na face da terra parecem simplesmente viver, sem expectativas, sem desejos, sem planos, apenas buscando suprir as necessidades de seus corpos; eles não devem se perguntar sobre o motivo de sua existência, por que, segundo filósofos, eles nem sabem que existem, não têm a consciência de que estão vivos ou mortos. Porém, o que percebemos é que nada é tão claro e definido, não sabemos como realmente os outros seres percebem o universo e qual a relação deles com o todo que existe. O que sabemos é que cães sofrem por saudades de seus donos, sabemos que macacos apresentam comportamento parecido com o dos humanos, e sabemos que muitos animais realizam tarefas tão complexas que só conseguimos explica-las dando-lhes a justificativa de terem sido conduzidas pelos instintos, coisas que nem sabemos definir satisfatoriamente. As abelhas constroem colmeias incríveis, possuem uma comunidade organizadíssima e produzem mel, tudo creditado ao instinto animal. …