Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

Libertando a selvagem

Nada que eu faça mudará o que esperam de mim,
Nada que eu faça, os fará calar,
Nada que eu faça os forçará a dizer sim,
Nada que eu faça me absolverá.

Cansei de mendigar amores,
De implorar por favores,
De enviar flores.

Serei o que esperam de mim,
Esquecerei do perfume do jasmim,
Libertarei a selvagem que restou,
E que se dane o mundo, aqui vou!

Para que servem o financiamento da CAIXA e o programa Minha Casa Minha Vida, afinal?

Carta à presidenta Colega, excelentíssima Dilma Rousseff,
Eu não sou ninguém importante, sou apenas mais uma brasileira como milhares de outras. Sou uma mãe de dois filhos, separada e que luta para ter dignidade na vida, luta por proporcionar uma boa educação e um bom futuro para os filhos. Uma mulher que luta.
Eu vim de família humilde e passei por diversas situações difíceis, moramos em casa de parentes, passamos necessidades, faltou luz, faltou comida; eu me casei muito cedo, apenas com 19 anos, mas o casamento não deu certo e fiquei com meus dois filhos.Voltei a estudar e com muito sacrifício ingressei na universidade, a qual tive que abandonar por que não tinha condições de estudar e cuidar dos filhos pequenos sozinha. Depois de alguns anos, prestei novo vestibular e ainda estou cursando Letras, com muita dificuldade. Foi com muita insistência também que estudei e passei em primeiro lugar no concurso federal para auxiliar de biblioteca. Hoje acordo às 5:30, vou para a universidade, …

Cota para mulheres - por que não?

Em busca de sanar as desigualdades causadas por circunstâncias históricas e promover a maior justiça, o governo e ativistas lutam por leis que criem bolsas, cotas e programas para beneficiar determinadas minorias, ou maiorias, que se encontrem em uma situação desprivilegiada.


 O debate sobre a cota para negros já é conhecido e desgastado, e a minha opinião ainda é oscilante sobre tal assunto, são muitas questões a serem consideradas. Penso que, como paliativo de urgência, essa medida seja válida, desde que não se torne um direito adquirido com o passar dos anos, criando-se um gueto discriminatório, mais uma vez, mas também não imagino quanto tempo levará para que as condições sociais de todos se igualem.
Já ouvi falar de cotas destinadas a outras categorias, como a dos homossexuais; assunto extremamente complexo, pois, na realidade, os homossexuais ainda sofrem preconceito e violência, o que os coloca em uma situação de desigualdade de condições, visto que, devido ao preconceito, ainda…

A decoração de natal em Mariana, depois do natal

A decoração do Natal de Luz em Mariana foi o maior sucesso, mas depois do natal, parece que o Papai Noel ficou de ressaca e foi pedir esmolas na praça, coitado. A chuva, o sol e alguns delinquentes contribuíram para o estado lastimável dos bonecos.