Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

Conselhos de amor

Alguns inventam belas palavras capazes de estremecer os mais duros e secos olhares e de convencê-los de que aquele conceito sobre o amor é o verdadeiro; Outros, escorados por vivências desastrosas ou menos glamourosas, insistem em contrapor tais conceitos nos esfregando algumas duras realidades em nossos pobres e esperançosos rostos. Qual desses dois grupos estaria certo, ou , qual desses conceitos se encaixaria melhor na maneira  em que escolhemos para viver nesse século? 
Ah, o amor...Mas que sentimento doentio! Ele nos faz sofrer e nos alfineta durante as 24 horas do dia, acordados ou dormindo (na realidade ficamos sempre dormentes)! Ou se trataria da paixão, essa doença que altera todo o nosso metabolismo? Alguns perdem a fome, sentem calafrios, outros comem demais, perdem o sono, fogem da realidade e revivem intensamente e repetidamente cada palavra, cada gesto e cada suposição, de maneira exaustiva.
Sim, paixão! Muitos distinguem esses sentimentos da seguinte forma: 
Paixão: Reaçã…

Viagem

Tormento, não acompanhe os segundos, Não queira se arrastar por entre as brechas, Não se porte como o cimento quebrando as pontas das flechas.
Noite, dia, começo e fim. Revelada covardia  Que não tem pena de mim!
Ai, como dói acordar E como dói não dormir! Como dói sonhar Sem poder partir...
Nem nos sonhos encontro A paz que almejei, Acordada, sonho Dormindo, fiquei.
Noutros planos busco o que nestes perdi. Sem saber, ofusco o que nunca vi.