segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Livre-se das tralhas!

 Resultado de imagem para peso das costas

Eu guardei xerox da faculdade por uns 15 anos, pois pareciam importantes e valiosos. Guardei cartas, fotos, fios e mais fios, CDs, livros, diários, roupas, folders, informativos, programas de qualquer coisa, sobre a Semana Santa, sobre o carnaval, revistas, tudo o que parecia interessante. Os xerox, nunca mais li, e se precisei deles, não me lembrei que existiam e que os tinha. Algumas poucas cartas, eram importantes, o resto, só me traziam lembranças das quais não queria me lembrar, assim como algumas fotos; diários continham apenas momentos amargurados, aqueles que precisamos jogar no papel para exorcizar nossas almas. Nada daquilo era necessário em meus dias e em meu futuro. Quando rasguei todos os meus diários, todas aquelas palavras tristes, desesperadas, deprimentes, senti uma libertação! Quando rasguei fotos, as que tanto me apeguei em algum momento, quando quebrei os CDs, limpei os arquivos do computador, da internet (embora seja quase impossível), quando desocupei as gavetas tirando delas o que nunca mais iria usar, senti-me livre para colocar e viver coisas novas.

Quando olhei toda aquela tralha que teria que carregar nas costas, nas mudanças e em todos os dias da minha vida, quis me livrar delas! Preciso de um lugar para dormir, comida, e poucas coisas para me distrair. Não preciso carregar resquícios do passado a todo tempo, como se não mais tivesse um presente e um futuro. Quero estar com as mãos livres e sem peso para viver o hoje como eu vivi o ontem. Xô, encosto!

Desapego, essa é a palavra mágica. Troço difícil e que precisa ser trabalhado. Não é fácil ser livre, se desfazer de objetos, de lembranças ruins, de tudo o que demos tanto valor algum dia. Não é fácil ser novo de novo. Não é fácil querer segurar apenas o que realmente precisamos. Desapegar é algo que precisa ser exercitado, todos os dias, gradualmente.

Hoje quero apenas um mochilão e carregar muito amor. Bastam.

2 comentários:

  1. Sim. Belo texto. Há que desapegar das coisas materiais. Mas o grande desafio é desapegar dos sentimentos. Limpar os arquivos no HD interno, aí o trabalho duro começa.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...