sábado, 24 de agosto de 2013

Sou sem noção


Eu sempre tive um grande problema com o meu tempo, eu nunca sei quanto tempo preciso para estar em tal lugar em tal hora. Mesmo que eu faça todos os dias as mesmas tarefas, parece que o meu cérebro falta um pedaço e nunca me lembro a exatidão das coisas. Diariamente, quando vou para a aula, eu tenho que calcular a que horas devo colocar o relógio para despertar, que ônibus devo pegar para chegar lá às 7:30, que horas esse ônibus sai da rodoviária e passa lá no meu ponto, quanto tempo eu devo gastar para chegar até o ponto e assim por diante. Só que me esqueço de calcular quanto tempo levarei para me levantar da cama, tomar banho, fazer e tomar café e tentar acordar o menino, gritar com ele por estarmos atrasados e levá-lo até o caminho da casa da minha irmã. Uma coisa que é simples para a maioria, para mim é uma tortura e sempre me deixa a impressão de ser uma completa irresponsável.

Outra falta de noção que me acompanha é a de direção. Sinceramente, eu não sou normal! Eu moro nesta cidade há mais de 25 anos, mas sempre que vou ao banco, por exemplo, tenho que ficar olhando para as casas para ver se já passei do lugar. Eu posso ir a um novo lugar por mais de três vezes, que eu terei problemas para voltar. Eu nunca me lembro dos caminhos e das direções. Foi um verdadeiro milagre ter conseguido ir até a Índia sozinha! O meu maior pesadelo é quando um turista vai parando o carro perto de mim para perguntar algo, eu simplesmente, não sei indicar nada! Como diria Paulo Freire, o meu cérebro nasceu sem bússola!

Tudo isso desagua numa desorganização e numa frustração diárias. Compro agendas mas não as uso. É realmente um milagre que eu consiga estudar, trabalhar e ainda cuidar de casas e filhos sozinha, nem eu sei como consigo. Logicamente, as coisas não são uma perfeição, mas e daí? O meu sonho é ganhar na Mega-Sena e não fazer mais nada além de viajar e ver coisas belas, por que quem gosta de dizer que devemos viver do trabalho duro são os dominadores religiosos que definiram castas e definiram que a preguiça era um dos 7 pecados capitais, puníveis com as chamas do inferno, só para garantirem o seu próprio ócio, riqueza e regalias, enquanto os pecadores e dalits catavam bosta e trabalhavam 18 horas nas lavouras.

Vou levando a vida, mas tudo isso não é sem preço. A rotina estressante e de pouco sono, pouco tempo para pensar e cuidar de mim mesma traz consequências e traz a impressão de desperdício de tempo. As pessoas estudam, trabalham, fazem tudo para a aproveitarem a vida, mas isso não lhes deixa tempo para aproveitar esta vida, não é irônico? Estamos vivendo como loucos suicidas.

A minha falta de noção de tempo e direção não falham ao diagnosticar o desperdício diário destes minutos precisos.  Uma vez alguém me disse:

_Imagine se você ganhasse 3600 reais por minuto, mas você só poderia gastá-lo neste um minuto. O que você faria? Pois então, estes 3600 reais são os segundos que você ganha de vida a cada minuto, você os está gastando bem?

No momento, eu não soube responder, mas sabia que os estava jogando no lixo. Embora eu seja desorganizada e sem noção de tempo e de espaço, eu tenho muito cuidado com as minhas economias, mas não estava tendo cuidado com os meus segundos de vida. E de que valem as moedas se não as aproveito?

Quero gastar todos os meus centavos em coisas gostosas, já que não sou uma princesa, me darei segundos de princesa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...