segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Sabedoria popular...


Todos sabem que eu me sinto uma alienígena, mas algumas vezes me sinto muito mais alienígena ainda, fico chocada com alguns fatos que presencio!

A minha irmã teve bebê no último dia 24, coisa mais linda,  paparicada e também cercada de cuidados e de superstições! Eu moro em uma cidade mineira onde ainda reinam os antigos costumes, conceitos, crendices e preconceitos, sei disso, mas às vezes me choco em perceber que as pessoas realmente acreditam  em coisas de séculos passados! Eu me lembrava de algumas mandingas e receitas do tempo em que tive os meus filhotes, mas ainda me assusto com as coisas que venho ouvindo. Exemplificarei a seguir.

Quando tive o meu promeiro filho eu ouvi coisas do tipo:

_ Para se saber se o bebê será menino ou menina, coloca-se a gávida para se sentar, sem que veja, em uma de duas cadeiras, uma com colher e outra com garfo; se se sentar na colher, será menina, no garfo, menino;
_  Quando a barriga da mãe fica redonda é sinal de que será menina, pontuda, menino;
_ Quando a mãe tem muita azia é sinal de que o menino será cabeludo;
_ Não se pode lavar a cabeça da criança todos os dias;
_ Não se pode cortar as unhas do bebê, tem que soprar ou cortar com os dentes;
_ Quando a criança soluçar, é só colocar um pedacinho de pelo de cobertor na testa com a saliva da mãe que é tiro e queda!
_ Não se pode deixar que ninguém veja o bebê no sétimo dia, pois este poderá pegar o "mal de sete dias", algo terrível!
_ Quando a dentição do bebê começar a aflorar, para evitar as dores, pendura-se uma semente (que agora não me lembro qual) em seu pescoço, e quando esta arrebentar, os dentes nascerão sem problemas.

Essas são algumas que ouvi. Visitando minha irmã, estávamos eu e mais quinhentas pessoas, dentre elas uma parenta supersticiosa; esta pegou o bebê e disse: _Nossa, ele está com sapinho, tem que passar uma chave de igreja na boquinha dele..._Mais tarde, como minha irmã se queixava de dores de cabeça: _Aqui não tem água benta? Vocês também não tem nada! 

O engraçado é que não são apenas os mais velhos que cultivam essas crenças, também uma amiga de menor idade aconselhou: _Não beba água dando de mamar, senão o bebê vai mamar só água!

Voltando para casa, um senhor, vizinho, lembrou-se de me dizer para aconselhar a minha irmã: _ Fala pra ela que a lua não pode ver a roupinha do bebê, por que senão ele vai ter dores de barriga terríveis por seis meses! Ela tem que pegar o menino e apresentar ele pra lua e falar  "lua, luar, toma esse menino pra você cuidar" ! Oh, você não sabia disso, não? É verdade mesmo!

Respeito a sabedoria pópular, mas fico sem reação quando ouço tais conselhos, não sei se rio, se choro, se agradeço, se digo Ah, que besteira, então faço uma cara de paisagem e digo, oh, não sabia... Como eu não creio em nada, ou quase nada, às vezes sinto-me irritada com as pessoas me empurrando suas superstições como se fossem verdades absolutas. Nesses momentos sinto que não pertenço a essa família, a essa comunidade, a essa cidade, sinto-me um verdadeiro ET que fala outra língua, tão absurda que as pessoas me olham escandalizadas.

Bem, eu sei também que nas horas do desespero podemos nos curvar à sabedoria popular, como na vez em que o meu filhote soluçava sem parar e eu me vi pregando um pelo de cobertor em sua testa...Isso prova que nos momentos de crise acreditamos em qualquer coisa e somos capazes de ir por todos os caminhos em busca de alguma solução...Mas tantas coisas sem explicação lógica ainda atormentam o meu cérebro!

Só para terminar, uma receita que retirei de um livro de simpatias:

Para curar picada de cobra cascavel:

Matar a cobra, retirar o coração e dar para a vítima comer (porém, deve-se tomar soro antiofídico).

Tanto trabalho para se capturar a cobra, correndo o perigo de ser a segunda vítima, matar o bichinho e ainda fazer com que o pobre coitado coma um coração de cobra cru, sendo que ele só precisaria tomar o soro...O editor do livretinho não quis correr o risco de apenas transcrever a simpatia... É cada uma!

4 comentários:

  1. Luuuu!

    Menina, morri de rir com esses causos, rsrs. Minha mãe que é ligada nessas paradas, vivíamos discutindo por causa disso...

    Hoje eu acho legal, fico imaginando o que cargas d'água gerou essas crendices... mas tb num pago prá ver se nada disso funciona.

    Ahhhhhhhhh! Advinha pq tô enrolando prá fazer aquele post? Descobri que deletei aquele e-mail que vc me mandou o link... FOI SEM QUERER!!!! DESCULPEEEEEEEEE!

    Vc me mandaria de novo? Saco, deve ter dado o maior trampo prá fazer, né?

    Desculpe, sou destrambelhada horrores, vc sabe...

    Bjo imenso, querida...

    Ah, fiquei bege em saber que vc tem dois filhotes, vc é uma meninota!!! Nunca vai precisar apelar pro Renew, felizmente!

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhhhhhhhhhhhhh!
    Esse comentário salvou a minha vida, hehe! Ando me sentindo uma velhota.
    Mas eu tenho dois filhotes, o mais velho já tem 14 anos, mais alto que eu! Comecei nova, hehe.
    Beijos!!
    Volte sempre.

    ResponderExcluir
  3. Nuooooooooooooooooossa!!!! Filho de 14 anos!!! Inaugurou a fábrica cedo mesmo!

    Ah, que legal! Minha mãe tb me teve nova (pelo menos prá época). Era tão bom quando tinha reunião na escola e todo mundo perguntava se ela era minha irmã...

    Falando como filha, tenho certeza que seus filhos curtem muito isso... Acho que quando os pais são muito mais velhos, rolam uns desentendimentos por conta da distância (abismo) entre as gerações, a coisa é mais tensa.

    Saúde prá vcs, e muitas felicidades. Parabéns pela família que vc formou!!! Isso é uma conquista com a qual muitos sonham...

    Bjin!

    ResponderExcluir
  4. De facto o conhecimento empírico está em todo o lado...
    mas também, na geração do meu visavô, a maior parte da população, pelo menos em portugal, era analfabeta...na classe dos meus avós já iam tirar a quarta classe.....na dos meus pais, já iam até ao secundário....e hoje em dia, o que está na "moda" é tirar um curso...é claro que depois de tanta esfrega de conhecimentos cientificos que temos, percebemos a patetice de alguns desses conhecimentos empiricos...mas na altura, (quase) ninguem tinha formação, então acho que acabavam por inventar as suas proprias regras....se eu chegar ao pé de uma pessoa dessas e disser que o Universo começou com um grande explosão à 15 mil milhões de anos, e que que tudo o que existe é formado por pequenas particulas carregadas electricamente, chamadas átomos, provavelmente iam pensar "Este rapaz é doido"....são mentalidades diferentes, e acho que é compreensivel que o facto de nós nao aceitarmos a sabedoria deles, nem eles a nossa...

    mas em relação a este tema, à uma coisa que me irrita profundamente....com o surgimento do virus da sida, surgiu um desses "mitos" que dizia que, se um homem infectado tivesse relações sexuais com uma mulher virgem ficava curado (isto é tão descabido)....o que é certo é que inumeras raparigas ficaram infectadas às custas desse mito =S....esse irrita-me particularmente

    foi um bom post, para variar..

    Beijão Lu, tudo de bom *

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...