terça-feira, 31 de março de 2009

O presente


O celular tocou pontualmente às 5:00, os meus ouvidos perceberam mas não queriam acreditar que a hora já havia chegado. Dei à mim mesma mais alguns minutinhos, levantei-me, custosamente, às 5:40. Corri para a minha rotina diária, fui ao banheiro, fiz o café, me vesti, me penteei e percebi que a chuva, felizmente, havia parado. Desci a escadaria quebrando as pernas, pois já estava um pouco atrasada. Não chovia mas mesmo assim uma enxurrada descia pelos degraus, não havia nem um pedacinho seco! O resultado disso foi que eu molhei os meus pés e fiquei com eles molhados até às 18:30, quando cheguei em casa... Tudo bem, coisas da vida. Fui correndo para pegar a Van, e em uma dessas pedras me escorreguei e caí com a "poupança" no chão! O pior é que estava passando outra Van na hora, se me viram caindo eu não sei dizer, pois a ninguém vi.Continuei a correr, já convencida de que hoje eu não estava mesmo sendo uma pessoa de sorte, cheguei lá e a nossa Van estava parando. Fui desanimada para a escola, e quando lá cheguei, cumprimentei a todos e perguntei à vice-diretora se o meu forebs estava sujo, ela me disse que não. Reclamei:_"Acho que não estou com sorte mesmo..." Ela então abriu a bolsa e tirou de lá uma linda caixa com alguns produtos cheirosos e me deu, disse que eu e o secretário sempre estávamos ali, sempre ajudando de bom-humor e boa vontade, então ela queria nos agradecer. Eu é que me senti muito agradecida por aquele gesto, justamente em um momento ruim. O bilhetinho que veio junto dizia:


Lu,

Quando na amargura da vida tu te sentires sozinha,

Lembre-se de que no céu há Deus que te guia

E de que na terra há alguém que gosta muito, muito, muito...

De você.


Agradeço por conhecer tantas pessoas que fazem com que a minha vida seja um pouco menos triste, e que estão sempre dispostas a me estender a mão, mesmo quando não tenho forças ou coragem para pedir socorro. Obrigada, meus amigos!


2 comentários:

  1. Alguns dias achamos que não estamos com sorte, mas aí aparece alguém para nos dizer a sorte que tem em nos ter por perto e percebemos o quanto temos sorte de ser quem somos.Também sinto-me especial por te ter por perto,mesmo de longe! beijos.

    ResponderExcluir
  2. Saiba que você, Adélia, é uma dessas pessoas especiais! A sua visita sempre me encata!
    Beijos!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...