sábado, 20 de dezembro de 2008

Estrada da vida


O momento é certo.

Corremos pelas vielas e pelas amplas avenidas , às vezes suamos, às vezes nos cansamos, às vezes paramos para olhar a paisagem que nos refresca e nos ajuda a esquecer a dura e longa jornada que ali nos aguarda. Pelos caminhos vão passando algumas pessoas que vendem coisas e nos compram com as suas palavras tão cansadas de seduzir que já não se envergonham disso. Somos obrigados então a nos desfazer de nossos últimos trocados para possuirmos algo de qualidade duvidosa ou apenas para nos vermos livres de tanta explanação vazia.

Avançamos pela estrada em busca de algo que, talvez, encontraremos apenas no fim da caminhada. Não sabemos ao certo do que se trata, mas supomos que seja bom e compensará o árduo trabalho despendido.

Quando temos sorte, encontramos alguém que se disporá a percorrer boa parte desta maratona conosco, um alguém que nos fará rir nos momentos ruins e de cansaço, que enxugará as nossas lágrimas nas noites frias e que não se importará em dividir o seu pedaço de pão.Esse alguém seguirá conosco até que encontremos a encruzilhada, onde nos despedimos e seguimos caminhos distintos.

Os maus companheiros também surgirão, e esses não estarão ao nosso lado, mas do lado oposto. Com a intenção de chegar sempre em primeiro lugar, esse competidor criará as mais diversas armadilhas para nos tirar do caminho e nos atrasar; como em um desenho animado, colocará pedras e galhos de árvores na estrada e até cavará buracos e disfarçará com folhas de bananeira e terra. Mas essas pessoas logo vão procurar competições mais emocionantes e nos deixarão em paz.

Finalmente, depois de muitos tropeços e surpresas, surgirá bem no meio da estrada, um companheiro que seguirá conosco até que a luz se apague e as estrelas parem de iluminar os nossos caminhos. Ele nos carregará no colo caso as nossas pernas já estejam cansadas e cheias de varizes, e nós faremos o mesmo por ele, por que sentiremos que assim deve ser. Ele dará risada conosco e se sentirá feliz quando chegarmos em um bom lugar. Ele não irá querer competir, ele nos aplaudirá!

Espero que quando essa pessoa cruzar meu caminho, eu não a deixe ir! Espero reconhecer os sinais e não espantá-la de minha vida, espero que ela fique ao meu lado, para cruzarmos juntos a linha de chegada.

2 comentários:

  1. Lu,
    adorei o texto, adorei a imagem. Seu blog está uma maravilha. Vou lendo as outras postagens de pouco em pouco, mas já está add entre os meus favoritos.
    Abraços
    Adélia Carvalho

    ResponderExcluir
  2. Esperamos tanto, tanto o momento certo que as vezes tenho medo que estejam contidos em "certos momentos" que deixamos passar sem prestar a devida atenção.
    Linda reflexão minha amiga!
    beijos
    Adélia Carvalho

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...