quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Devaneios noturnos

O sono rouba-me o senso e a realidade, aqui vão alguns devaneios noturnos de uma vampira incorrigível:

 Por que a voz doce não traz credibilidade? Será por que se aproxima à voz infantil? Será que, por esse motivo, sempre foi mais difícil ver mulheres em cargos de chefia?

Quem inventou que homem e mulher tem que viver juntos?

 Por que paramos de olhar para o céu quando crescemos, e nos esquecemos que algumas palavras marcam como ferro quente quando pequenos?

Por que sempre que acontece algo, vemos sempre por uma perspectiva egocêntrica, como se o mundo girasse em torno de nós e tudo se resumisse a um complô para nos tornar mais felizes, mais tristes, ou  nos surpreender dali há algum tempo?

Por que os pais amam os filhos mais do que os filhos amam os pais?

Por que adolescente é tão chato?

Por que, mesmo não tendo nada pra dizer, eu estou aqui, me esforçando pra encontrar algumas bobagens pra falar?

Parei por aqui.
Postar um comentário