quinta-feira, 8 de julho de 2010

A magia das fadas


Em 1917, duas garotinhas inglesas tiraram fotos para provar que realmente haviam fadas no vale de Cottingley, e o mais incrível é que todos acreditaram! Elsie Wright e Frances Griffiths enganaram todo o mundo com as suas incríveis fadas de papel. No início tudo era uma brincadeira, mas a história tomou proporções tão grandes, que as meninas só puderam desmentir  tudo já na velhice.

Qual o motivo que nos leva a acreditar em algo tão extraordinário? Por que nos cegamos diante das falsas evidências ? Por que preferimos a fantasia à já conhecida realidade?

Por que precisamos! Precisamos crer que há algo extraordinário e inexplicável em nossas vidas, precisamos crer em milagres! Precisamos imaginar que neste mundo há poderes desconhecidos, algo que possa influenciar magicamente nossos destinos!


Não será esse o papel do amor? Nos dar alento, sonhos, devaneios? Nos fazer sentir importantes, felizes, especiais, místicos? Sim! Esse também é um dos papéis do amor, da paixão, nos fazer crer que algo mágico acontece e que somos parte disso, de um milagre, que  se apresenta  a poucas pessoas. 


Precisamos de magia, de fé, de crer sem provas, de viajar nos sonhos, precisamos de milagres, de devaneios! Precisamos sair do concreto e ir para as nuvens! Precisamos de amor, mesmo que seja feito de papel e que depois se desmanche na chuva de verão.

Ver duendes e fadas faz bem ao coração.
Postar um comentário