Páginas

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Eu nunca ganhei flores - a triste realidade


Eu não acho que flores sejam um presente útil ou importante, e nem todos os que dão flores são dignos de seu significado, mas ganhar flores é símbolo do amor, e todos gostam de provas de que são amados. As flores não tem o mesmo sentido em todas as ocasiões. Presentes nas festividades e na hora da morte, enfeitam as alegrias e as tristezas, marcando as lembranças com o seu perfume.

Qualquer jegue pode lhe dar flores, assim como bombons e palavras românticas; não é o gesto de dar flores que tem o maior significado, mas quem, para quem, por quê e quando. Um namorado que rouba, num impulso, uma magnifica flor no jardim enquanto vai se encontrar com a sua amada, só para ver em seu rosto o sorriso mais brilhante, o rapaz que enxerga toda a sensibilidade que há na beleza natural, este sim está dando um tesouro, está agindo conforme os seus sentimentos o guiam. Não são as flores, é a intenção quando estas são oferecidas. Uma criança que pega as flores do capim todos os dias para dar à sua professora é a coisa mais linda que existe.

Nesta intenção pode caber qualquer objeto ou ação, isso vai depender de cada casal, cada envolvido e de seu envolvimento. Uma mulher que passa horas na cozinha preparando um prato para agradar o seu amado é digna de muita admiração por parte deste. Qualquer um pode ligar para o disque-pizza, mas poucos estão dispostos e empenhar tempo e dedicação apenas para trazer um minuto de felicidade aos olhos de quem ama.

O mais triste não é nunca ganhar flores, mas sentir que ainda não foi despertada essa disponibilidade para me deixar feliz apenas por deixar. As flores, só enfeitam as intenções.

3 comentários:

Mulher Alienígena disse...

Ganhei flores pela primeira vez no dia dos namorados! Nunca é tarde!

Tiger Z disse...

E nem vai ganhar

Mulher Alienígena disse...

Que triste esse seu comentário... Mas eu não estou nem aí, já ganhei muitas depois dessa postagem. Obrigada, de nada.

Postagem em destaque

Tudo pelo poder! O poder de ser deus