domingo, 29 de dezembro de 2013

Quem é você?


A mulher separada
A mulher que não é direita,
Não vale nada,
Toda mal feita.

A mulher com dois filhos,
A mais velha.
Deveria estar no asilo,
Deveria segurar uma vela.

Tem testa grande,
Perna fina de bambu,
Corcunda de Notre Dame ,
Vai ser igual ao boi de chuchu.

Jacu da roça, não sabe falar,
Nunca vai ter nada
Nunca vai trabalhar.

É doida e faz coisas esquisitas,
Faz teatro, escreve blog, desenha,
E ainda diz que é artista!

Faz curso de Letras, mas nem sabe pra quê!
Se um dia terminar, isso, vamos ver!
Ainda trabalha e deixa os filhos jogados,
Não sai pra gandaia, anos desperdiçados!

Não vai ao salão, anda toda largada,
Parece que morreu e já foi enterrada.
Não tem tempo pra nada, enrola na cozinha.
É maluca, já foi pra Índia sozinha!

Estuda, trabalha, cuida de filhos, da casa,
Não tem marido, não tem namorado, vaza!
Se tudo der errado, a culpa é toda sua!
Você não tem direito, quem mandou ficar nua?

Nada que faça trará o que você quer,
E contente-se com a bosta, você nasceu mulher.
Apodreça e definhe dentro dessa masmorra,
Contente-se com os sonhos, e depois, morra.






2 comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...