domingo, 15 de dezembro de 2013

Mais sobre Porto Seguro

Este ano eu tive a oportunidade de viajar mais uma vez para Porto Seguro, só que agora fui com grande parte da família, filho, prima, irmãos e respectivos cônjuges e filhos. Foi a primeira vez que todos viajaram de avião, exceto eu, que já tinha vivido essa experiência. E lá se foi a "Família Buscapé" rumo à cidade do descobrimento!

Família "Buscapé" na escultura em homenagem à primeira missa.
Viajar com uma boa turma é sempre mais divertido, demos muitas risadas juntos. Dessa vez fomos até a praia da Coroa Vermelha, Trancoso, uma praia do Arraial D'Ajuda e aos corais de Coroa Alta.

Pessoas tentando ver os peixinhos

Sobre estes três primeiros lugares eu falei mais aqui. Falarei agora sobre Coroa Alta e outros aspectos do lugar.

Embarcações em Santa Cruz de cabrália

Para chegar até estes corais de Coroa Alta é preciso agendar uma viagem em alguma agencia de Porto Seguro. Você pode ir sozinho também, basta ter um carro e a direção certa. Nós pagamos R$ 70,00 cada, com a promessa de uma viagem inesquecível a uma ilha de corais onde se é possível visualizar peixinhos e outros tipos de vida marinha, antes que a maré suba e cubra quase tudo. Foi o passeio mais caro que fizemos.

Esperando a escuna

O motorista da van chegou mais de 9:00 da manhã e fomos em direção ao tal lugar. Foram alguns minutos até o local onde tínhamos que pegar uma escuna que iria navegar por uns 50 minutos até a ilha de corais. Eu não quis alugar os tais "crocs" por achar desnecessário, e não aluguei os snorkels por que não os usaríamos mesmo. Grande burrice! Quando chegamos perto da ilha de coral, tivemos que descer até um bote e depois andar na água até lá. o chão era rochoso e irregular, lotado de ouriços do mar nos buracos e não deu pra ver muitos peixinhos por que as pessoas fizeram a areia levantar. Muito rapidamente, a água começou a subir e tivemos que sair correndo para a escuna. O meu filho perdeu os chinelos que saíram boiando na água, eu tentei correr para alcançá-los, por que seria impossível andar descalço ali. Quase perdi os meus, os pés escorregavam e se machucavam nas pedras. Os chinelos do menino estavam longe, tentei correr, escorreguei e cai, escalavrei meu bumbum e ainda por cima deixei a câmera do meu irmão cair na água. Foi um filme de terror cômico, mas consegui pegar os chinelos e voltar a tempo.

Numa lanchonete, pronta para um X-tudo!

Foi um filme de terror por que não tomei os devidos cuidados, mas vale a pena ir até lá, desfrutar do passeio na escuna e ver aquela maravilha toda. Na volta, passamos num restaurante (que não aceita cartão de crédito), almoçamos rapidamente e depois o pessoal foi tomar banho de lama. No caminho para casa, passamos numa reserva dos índios Pataxós, onde dançamos e compramos algumas coisinhas.

 Dançando com os Pataxós

Trilha sonora:
 
Em todos os lugares que passávamos, principalmente na Passarela do Álcool, as pessoas colocavam "Ziriguidum" para tocar repetidamente. Com certeza, essa música é marca de nossa viagem a Porto Seguro:



Pontos positivos:

O melhor lugar que encontramos para comer foi o Canto Italiano, no centro de Porto Seguro. Comida excelente, preço justo e bom atendimento. No último dia, aconteceu uma pequena discussão lá entre uma cliente exaltada, a atendente e a dona do estabelecimento, mas o que seria de um canto italiano sem o calor humano, mamma mia! Recomendo, sem dúvida!

Slogan perfeito

A beleza natural é maravilhosa, ainda não acredito que o primeiro lugar em que os portugueses chegaram ainda preserve tanta beleza natural. Que continue assim! 

Pontos negativos

Os guias, motoristas e pessoas relacionadas ao turismo (a maioria), estão sempre ávidos por turistas e sempre nos levam aos locais onde ganham porcentagem, porém, isso é compreensível em um local que vive do turismo.

Existem muitas coisas a venda, mas é difícil encontrar lembranças tipicas para levarmos para casa. Quando vamos a um local diferente, desejamos encontrar o que não encontramos em nenhum outro lugar, não as mesmas bugigangas que encontramos em nossa cidade portando dizeres "Porto Seguro" feitos com caneta permanente... Mas ainda assim, encontrei algumas coisinhas:
Berimbau

Filtro de sonhos (penso não ser originário dos indígenas brasileiros, mas...)

xique-xique

Lança, arco e flecha

Quadro que forma diversas paisagens com o cair da areia

Paisagem desenhada com areia colorida dentro da garrafa

Continuo recomendando a viagem e um dia quero voltar lá, mas depois de ter conhecido outros lugares. Beijos, Porto Seguro, meu rei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...