sexta-feira, 19 de outubro de 2012

A foice da ingratidão


O pior sentimento que podemos cultivar é a ingratidão. Mas, o que seria gratidão? O que é ser grato?

Ser grato não significa se sentir devendo algo eternamente à alguém, nem tampouco ser um escravo por alguma graça recebida;

Ser grato não significa ficar à disposição de quem lhe concedeu alguma graça por amor e com toda a boa vontade;

Demonstrar gratidão não é se sentir devedor ou se sentir inferior por ter precisado de alguém;

Ser grato é reconhecer o valor do gesto, da palavra, da ação; ser grato é ter a consciência de que ninguém é obrigado a lhe dar nada, nem tampouco estar disponível, mas aquela pessoa fez o máximo que pode por você. Ser grato é um sentimento que se reconhece no olhar e nas ações.

Poucas coisas ferem mais do que a ingratidão. O ingrato é desrespeitoso e insolente, ele se acha merecedor de tudo, ele pensa que as pessoas deveriam se sentir gratas por terem  tido a chance de fazer algo por ele. O ingrato não valoriza as ações e os sentimentos dos outros, ele se julga superior a tudo isso. O ingrato pensa que não precisa de ninguém e que se precisar, haverá sempre alguém que queira lhe fazer algum favor.

Muitos que se dizem amigos são ingratos; mesmo depois de anos de experiências trocadas, de confidências, de ações, são capazes de simplesmente apagar-nos de sua memória e de todas as contas sociais, se conhecerem o suposto amor de suas vidas e se este assim lhes ordenar. O problema não é nem o deletamento, mas a falta de respeito por não avisar à pessoa que esta sendo excluída de suas vidas sobre o que está acontecendo. Simplesmente, nada mais tem significado, tudo é descartado, pois é descartável.

Os filhos podem ser muito ingratos, ainda mais nos dias de hoje. Aliás, filhos sempre foram e serão ingratos, até que sofram as mesmas experiências que os pais, ou talvez, não. O fato é que os filhos sentem que, por maior que seja o sacrifício do pai, tudo não passa de sua obrigação, e que eles estão no seu direito de receber. A ingratidão do filho é a mais dolorida, por que nenhum amor e doação podem ser maiores do que os dos pais pelos filhos.

Enfim, a ingratidão é cada vez maior em nosso mundo, por que o respeito é cada vez menor. As pessoas não mais valorizam uns aos outros, não vêm como sendo especiais cada um na face da terra. A ingratidão cresce, e com ela crescem o vazio, o egoísmo e a solidão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...