sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Historinhas do baú - II



1 - Era dia dos pais e minha irmã inventou de fazer uma lasanha na casa dela. O meu segundo filho ainda era de colo, eu, milagrosamente, fui a primeira a chegar. Estávamos conversando na sala, eu com o filho no colo, quando vi um clarão na cozinha e achei estranho, perguntei: _ Que claridade é aquela na cozinha? Quando olhamos, ela tinha jogado um papel que havia usado para acender o forno dentro do cesto de lixo que ficava ao lado do botijão de gás, debaixo da mangueira do botijão. Ela não havia apagado o fogo do papel e agora, a mangueira por onde passava o gás estava em chamas! Ela ficou desesperada, pensou que o botijão poderia explodir, ficou gritando o marido. Eu comecei a rir, o marido apareceu apavorado, a fumaça havia tomado conta da cozinha. Ele pegou um cabo de vassoura, acho, entrou no meio da fumaça e ficou batendo, tentando apagar o fogo, depois saiu quase desmaiando, sufocando. Conseguiu apagar o fogo, eu, em nenhum momento, me senti apavorada.

2 - Adolescência, estávamos no barraco onde moravam minhas primas e onde nós viríamos morar anos mais tarde, lugar simples de dois cômodos. Para se chegar até o local era preciso descer uma escadaria terrível. Começamos a contar casos de assombração, eu não tinha medo, mas as palhaças tinham. O pai das minhas primas havia morrido há pouco tempo, e tinha morado na casa, o que contribuiu para o clima de suspense. De repente, ouvimos um barulho do lado de fora, todas começaram a gritar como doidas e a correr rumo a escada. A minha prima, que é deficiente, também estava lá, sobrou pra mim! Eu não me lembro como, se alguém me ajudou, mas ela estava um chumbo, foi uma dureza subir correndo aquelas escadarias e ainda tentando levantá-la! Mas foi divertido.

3 - Era dia dos pais, de novo, este ano, para ser mais exata. Eu fui a primeira a chegar, novamente, embora todos digam que eu sempre me atraso. Minha irmã fez lasanha, de frango, desta vez, estava boa. Não teve nenhum incêndio, mas teve a seresta do dia dos pais. O meu irmão levou a flauta transversal e o violão, o meu primo apareceu com outro violão. Estava tudo meio desordenado, mas foi muito divertido. No fim, cantamos algumas musicas que meu pai escreveu quando éramos crianças para nos apresentarmos no teatro, foi um bom momento.

4 - No dia das mães o meu irmão  levou uma torta linda de morangos. A minha mãe, como sempre, fez comidas deliciosas e comemos até ficarmos cansados e escornados no sofá. Havíamos nos esquecido de guardar a barriga para a torta, mas não pudemos resistir. Comi um pedacinho, estava ótima, mas não quis repetir. Minha mãe pegou a bandeja para guardá-la, quando a torta se despencou, sujou a sua roupa e seus pés. Logicamente eu tive que tirar fotos e dar muitas risadas.!

5 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkk...... como me lembro do episódio da assombração e vc me arrastando escada acima...kkkkkk....mas a culpa foi sua que começou com as historias,mas foi divertido

    ResponderExcluir
  2. Eu que comecei?? huahua! Disso eu não me lembro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você conseguiu fazer escorrer uma lágrima nos meus olhos agora. Lembro muito bem do dia do fogo, só que cheguei depois.
      A lasanha tradicional, muito legal e a seresta relembrando nossas músicas. Boas lembranças !

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...