quinta-feira, 20 de maio de 2010

O que não faz com que você seja amada


Não se iluda, ser legal com as pessoas não fará de você uma pessoa amada, ah, não! Você pode agradar a todos com os seus modos sempre alegres e espontâneos, pode fazer  com que as pessoas se sintam felizes e confortáveis em sua presença, mas isso não lhe garante o amor. 

Você é bonita? Todos com quem você conversa sempre tem esse elogio a lhe fazer? Tudo bem, mas a admiração por suas qualidades doadas por Deus também não fará de você uma pessoa amada...Pode fazer com que os outros gostem de lhe olhar e de admirar a sua beleza, pode fazer com que desejem possuir você ou os seus dotes divinos, mas, definitivamente, não é o bastante para que seja amada. 

Algumas pessoas costumam dizer que você é sexy? Que lástima! Ser sexy garante muitos elogios e salivas em cima de você, mas amor, lamento...


A honra foi qualidade muito valorosa em outros tempos, matar e morrer em nome dela era lindo e legítimo, mas o amor não florescia de lá. 

Ser caridosa atrai as pessoas e lhe dá uma boa imagem digna de uma santa, pode lhe oferecer uma vaga no paraíso, mas uma vaga em um coração, desista! 

Ser uma boa cozinheira irá lhe matar no fogão, lhe trará também alguns elogios, mas não um coração na bandeja. 

Boa mãe? Excelente, mas você não quer mais um filho!

Uma boa profissional? Quem vai ligar para isso, por favor, olhe o mundo onde vivemos! Seja realista! 

Não seja romântica, isso afastará ainda mais todos os supostos príncipes! 

Você é boa de cama? Sensacional, aproveite a vida com os vários parceiros que vierem à sua porta, ou os mesmos que não se esquecerão do fogaréu que irá lhes proporcionar, mas não espere deles algum tipo de amor que não seja carnal. 

Você tem todas essas qualidades? Parabéns, que legal! Você é uma super mulher! Pena que não será tão grande a ponto de conhecer o verdadeiro amor...

O que você precisa para ser amada?

4 comentários:

  1. Woww...este post mexeu muito comigo...

    talvez porque sofri uma terrivel queda amorosa e comecei a desacreditar totalmente no amor...o facto de nao conhecer ninguém casado e verdadeiramente feliz também não ajuda, muito menos o facto de as pessoas mais maduras me dizerem: "se eu fosse da tua idade e soubesse o que sei hoje não me casava"...e etc etc etc...

    tudo o que foi frisado neste post é verdade...gostei muito de me relembrar do clichê da idade média, em que se disputava uma mulher até à morte se fosse preciso..era tudo muito giro mas sim, não havia amor..

    afinal, acho que todos gostavamos de saber a resposta à pergunta final....

    como homem, detesto quando ouço a tipica expressão "os homens são todos iguais", porque de facto não são...somos todos uma lástima, mas falhamos em pontos diferentes....nem todos os homens traem, nem todos os homens são machistas, nem todos os homens tratam as mulheres como objectos....mas sabe-se lá porque, acaba-se sempre porque encontrar grandes defeitos num homem e pequenissimas virtudes...

    as mulheres, apesar de não serem perfeitas, no que toca a perfeição estão num patamar bem superior na minha opinião....

    eu acho que o truque é tirar partido do melhor dos dois mundos, e fazer de tudo para que a chama não se apague...
    durante a vida conhecemos sempre pessoas que nos fazem o coraçao bater depressa e devagar ao mesmo tempo, mas o efeito vai-se perdendo, e no seu lugar surge a rotina, os problemas, a indiferença...

    acho que a base para se ser amado a vida toda é criar hábitos dinãmicos, fazer coisas diferentes ao longo da vida....a confiança também é uma base que deve estar sempre presente....

    mas ainda sou muito verde na matéria e tenho de cair muitas vezes..

    gostei do post...cumprimentos *

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por seu comentário, gostei muito! Eu ando meio desacreditada também, mas alguma coisa lá dentro me diz que deve ter alguém que valorize isso, o convivio, as pessoas, e não a superficialidade. Bom saber de suas opiniões, espero que as decepções não lhe tirem esses pensamentos sobre o amor e o casamento! Ou sim, quem saberá o que é melhor?

    ResponderExcluir
  3. eu acho que num planeta com 6 mil milhões de pessoas, há-de haver alguém que foi "desenhado" à nossa medida =)....
    se recuar-mos um pouco no tempo vemos que a humanidade tem mudado os seus comportamentos...na época medieval, os casamentos eram arranjados; depois foi-se evoluindo, no tempo dos meus avós já havia algum namoro, mas quer dizer...quase nem havia contacto físico, e acabavam por se conhecer de forma muito rudimentar....nos anos 60, pegou a loucura do "Sex, drugs and Rock n' Roll"....

    logo a seguir, viveu-se a época dos grandes casamentos e das familias perfeitas...creio que agora esta está a ver o seu fim...
    cada vez mais pessoas deixam o casamento de parte, cada vez mais aumenta o número de divórcios...prefere-se viver na "solteirisse"...

    honestamente, tenho pena que isto se verifique...e espero que seja só passageiro e volte tudo ao normal....ha valores que são um tédio, outros são a chave que abre as portas da felicidade....e se na vida em casal existem atritos e discussoes, o que é certo é que também ninguem consegue viver sozinho e feliz (falo por experiencia propria XD)....

    bem, obrigado também pelos comentários que tem deixado no meu blog....gosto dos seus pontos de vista e dos temas que fala por ca =D...acho que vou passar a ser presença assidua...

    força ;)

    cumprimentos, José Oliveira **

    ResponderExcluir
  4. Nossa, quando tiver tempo leia esse texto que postei anterior a este, tem tudo a ver com o que você disse.Sua presença será sempre bem-vinda!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...