quinta-feira, 30 de julho de 2009

Alegria!



Meu blog às vezes fica taciturno, não quer dizer que eu esteja sempre assim. Acontece que as forças que me impelem a escrever com mais veemência são as que nascem desses momentos de reflexão, quando o coração está nublado, mas são pequenos momentos que logo se clareiam com a luz da vida.


Para alegrar um pouco esta página, coloquei aqui uma das cenas que mais gostei em "Tempos Modernos", filme do extraordinário Charlie Chaplin. Essa cena em que os cientistas inventam uma máquina para agilizar o almoço dos funcionário é hilária! Rir é o melhor remédio, sem dúvida!

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Viagem de ônibus em Ouro Preto



É cada coisa que acontece em Ouro Preto que parece até invenção de mentes alucinadas! São eventos engraçados, episódios fora de propósito, casos assombrosos, macabros, situações que permeiam o inverossímil.


A personagem mais comum de ser encontrada na cidade é a figura do "louco", vestido de vários figurinos, com suas peculiaridades, sejam artísticas ou desvairadas. Há a dona de fala rouca e embolada, que faz que chora quando os moleques lhe enchem a paciência, carregando sempre a sua flauta doce e um sorriso faltoso na boca. Todos adoram imitá-la, e é divertido ver como cada pessoa imita a sua fala de uma forma mais engraçada que a outra. Há o careca que sai na banda, a doninha que rouba revistas e fica escrevendo não-sei-que nelas, no meio da rua, o cara que cata tocos de cigarro no chão e dá tapa nas pessoas, e muitos outros que já se foram e que ainda estão por aqui, mas o que me divertiu no outro dia, foi um tal de "Bichão".


Eu estava dentro do ônibus, pensativa pelo longo caminho que o ônibus faz para chegar até o ponto mais próximo da minha casa, quando o tal do Bichão entrou. Se ele tivesse entrado só, não causaria nenhum espanto, mas...


Todos podem imaginar o motivo para que ele tenha esse apelido! Eu me lembro também de uns tempos em que ele tinha cismado em andar com a cabeça virada para cima, olhando para um ponto no céu, meio torta para o lado, pensei que nunca mais ele fosse endireitar aquelas fuças, mas eis que num dia, depois de muito tempo torto, o vejo com a cabeça direitinha no lugar! Vai ententer as "cabeças tortas"! Muitas vezes, também observei que ele usava esmalte vermelho em suas unhas, apesar do apelido, se preocupava com a aparência!


Voltando ao ônibus, o Bichão entrou acompanhado de dois amigos: dois vira-latas enormes e pretos. Eles entraram pela porta da frente. As pessoas dentro do ônibus se entre olharam assustadas, o trocador perguntou ao motorista se ele deixaria que aquilo acontecesse.O motorista disse:_Eles são os amigos dele! Eu não aguentei aquilo. O mais engraçado foi ver a expressão de susto e de curiosidade das pessoas que iam entrando no Ônibus, sem entender o que estava acontecendo. Os cães foram viajando como surfistas, se equilibrando perto de seu dono. O bichão tinha se sentado no primeiro banco, ao lado de uma senhora, que se encolhia para não ter muito contato com o dono dos animais.Um cachorro se assustou e se enfiou debaixo do banco ficando com o focinho encostado nas pernas da senhora, foi hilário.Eu tive que dar algumas risadas.


Infelizmente não pude ver como terminou a viagem dos companheiros, meu ponto era antes do deles.Mas esse pequeno episódio me deu um pouco de alegria, trouxe um pouco de riso para o meu dia tão stressado.

domingo, 5 de julho de 2009

Doce Vampiro

Passam os tempos e o poder de sedução das personagens noturnas continua intocável, e a mais sedutora delas ainda é o vampiro. Por que será que esse ser maligno, que sobrevive às custas do sangue de inocentes, ainda traz tanta magia aos corações e mentes das moçoilas? O que esse monstro frio e calculista pode oferecer às pobres almas viventes em seus devaneios?

Com exceção de Nosferatu, a maioria dos vampiros que já vi nos cinemas é bela, mas essa é uma das características dos vampiros mais recentes. A beleza é uma arma para facilitar a captura de suas vítimas, geralmente, moças sonhadoras. Essas criaturas possuem olhar profundo e hipnótico, voz aveludada, conversa envolvente. Essas qualidades poderiam servir de argumento para justificar o grande carismas que o bicho possui entre as mulheres, mas não é o suficiente, levando-se em conta que, muitos vilões com aparência de Deus grego já foram odiados por toda a humanidade. Não basta ser belo, tem que ter um poder a mais!



Que poder é esse? Freud explica?


Um vampiro é imortal, ou morto-vivo, sei lá que diacho, só sei que nunca sai da face da terra, a não ser que um caçador de vampiros enfie uma estaca de madeira em seu coração, que a luz do sol o atinja ou que seu corpo seja cortado em pedaços e queimado; ele nunca envelhece, permanece belo e perfeito por toda a eternidade; ele necessita sugar a outra pessoa para sobreviver, ele precisa disso, sente prazer, depende de suas vítimas para continuar de pé.


Quem não idealiza um amor eterno? Talvez, se o vampiro se apaixonasse por uma mocinha romântica, ele pudesse transformá-la em uma vampirinha para que os dois pudessem se amar eternamente, amor perfeito. A não ser que esse vampiro seja bom e "vegetariano", como Edward Cullen de Crepúsculo, esse terá crise de consciência e será ainda mais amado por todos.

Quem não gostaria de estar sempre ao lado de uma pessoa bela e ter a certeza de que ela será sempre bela, nunca haverão rugas, barriga pelancuda, orelhas caindo, cabelos brancos, dentes amarelados e saúde debilitada, só as coisas boas para sempre!


Por fim, as pessoas sempre trazem em seu inconsciente, subconsciente ou no consciente mesmo, o desejo de possuir o ser amado, de ser "devorado", de ser sugado e de sugar todos os fluídos, toda a alma; o vampiro suga o o outro, suga a vida, e faz isso com uma sensual mordida no pescoço. Estranhamente sedutor...


"Venha me beijar, meu doce vampiro, uouou, na luz do luar..."

O vampiro é uma criatura das trevas, porém transita nos desvarios de muitas senhoras e senhoritas. E se o vampiro for igual ao bonzinho, belo e dedicado Edward então, mata só de olhar!


Talvez a autora do livro tenha descoberto os segredos e desejos que habitam dentro de cada um de nós, especialmente nas mulheres; eis aí a chave de seu sucesso! Ela nos trouxe de volta um sentimento inocente e primitivo, que nos faz lembrar dos primeiros amores, das primeiras paixões, dos primeiros sonhos de amor eterno.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...