terça-feira, 31 de julho de 2007

Mundo globalizado...Relações globalizadas?

O que se vê hoje em dia, é a efemeridade das relações pessoais, principalmente das relações amorosas.Em tempos passados, mas nem tão passados, as pessoas viviam num mundo extremamente limitado,muitos nasciam e morriam sem sair de suas minúsculas cidades, com raras excessões de filhos de famílias mais abastadas que tinham a oportunidade de irem estudar fora do país, o que demorava quase uma vida.O desejo das moças era encontrar um bom marido, a quem pudesse amar e de quem pudesse esperar o sustento.O respeito, nem tanto.Os rapazes procuravam a esposa perfeita, totalmente fiel e domesticada, submissa até a morte, em quem pudesse confiar enquanto rodavam pelas estradas da vida;Uma mulher que pudesse cuidar deles como se fossem crianças, e de quem tivessem o direito de exigir tudo, como capatazes.

O mundo girou e mudou...As mulheres estão mais conscientes de que são indivíduos com necessidades, direitos e por que não, poderes.Os homens...A maioria continua na mesma.Alguns ainda admitem a igualdade entre os sexos, tentam dividir as tarefas em casa, mas muitos querem matar suas ex-esposas quando elas têm a audácia de quererem se libertar do casamento.

O homem não sabe o que fazer com essa nova mulher, a mulher não sabe o que fazer com ela mesma.Ela sabe que tem direitos, mas e os deveres que ainda estão encrustrados em sua mente?Quais os modelos seguir daqui pra frente?Ser dura, ser complacente, viver só, ter filhos, se submeter aos caprichos de um homem, deixar de lado o poder único de ser mãe?E como é ser mãe, sem estar perto dos filhos?

Todas essas dúvidas acabam tornando os relacionamentos mais superficiais e deterioráveis, não há mais certezas como havia no tempo da mamãe.Não sabemos se ficar casada é a melhor coisa.Sabemos que não queremos abrir mão de nossas conquistas, e que hoje o mundo é grande e acessível.

Juntamente com todas essas mudanças no comportamento da humanidade, que vêm se acentuando gradativamente com o passar dos tempos, ainda tem essa tal de internet!Mas o que a internet tem a ver com isso????TUDO.

Em outros tempos era muito dificil ter contato com tantas pessoas como se é possível hoje.As pessoas tinham o seu campo de visão(e de ação),muito limitados quanto aos relacionamentos afetivos, as possibilidades eram pequenas.Agora, basta entrar em uma sala de bate-papo para encontrar milhões de pessoas famintas por algumas palavras de carinho e conforto.O que mais as pessoas fazem hoje é recorrer a esse recurso, o do carinho virtual.Muitos desses papos se tornam encontros reais, com final feliz ou não.Mas o fato é que sabemos que existem milhões e milhões de pessoas em todo o mundo, pessoas diferentes, pessoas interessantes e em busca das mesmas coisas, à procura de reconhecimento.Quando não gostamos de alguma conversa, simplesmente buscamos outra pessoa que tenha um papo mais interessante e que possa ser um futuro pretendente mais decente.Essa facilidade, essa disponibilidade de pessoas nas prateleiras do mercado afetivo facilitou a banalização e a superficialização das relações.Não vale mais a pena continuar em um relacionamento problemático, pois existem milhões de itens disponíveis.
Mas há um pequeno problema:Nosso tempo no mundo é curto demais para ficarmos nessa busca incessante por um par perfeito, principalmente por que não exite par perfeito e todos os relacionamentos humanos são problemáticos.Para que o relacionamento seja intenso e satisfatório tem que haver renúncia e muita luta conjunta, esforços que ninguém mais está sendo capaz de fazer.Tudo é mais importante, EU sou mais importante que todos os outros.
Mundo globalizado, mundo individualizado...

O que será das famílias daqui a cem anos, o que será da ceia de natal, do dia das mães, dos almoços de domingo, dos filhos no parque? Será que criaremos um andróide para que possamos nos relacionar, um robótico perfeito que nunca nos contrarie, seja sempre amável, carinhoso, fiel, seja lindo e simpático? O futuro dirá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...